terça-feira, 12 de novembro de 2019

"Utopia" - Wislawa Szymborska

Resultado de imagem para Utopia


Utopia

Ilha onde tudo se torna claro.
Chão sólido debaixo dos pés.
As únicas estradas, aquelas que oferecem acesso.
Arbustos curvam-se sob o peso das provas.
A Árvore das Suposições Válidas cresce aqui
com ramos desembaraçados desde tempos imemoriais.
A Árvore do Entendimento, deslumbrantemente reta e simples,
brota pela primavera chamada Agora Eu Entendi.
Quanto mais espessos os bosques, mais vasta a vista:
o Vale dos Obviamente.
Se algumas dúvidas surgem, o vento as dissipa instantaneamente.
Ecos agitam-se sem citar
e ansiosamente explicam os segredos dos mundos.
À direita, uma caverna, onde o Significado repousa.
À esquerda, o Lago das Convicções Profundas.
A verdade verte do profundo e move-se para superfície.
Inabaláveis torres da Confiança sobre o vale.
Seus picos oferecem uma excelente vista da Essência das Coisas.
Apesar de seus encantos, a ilha está desabitada,
e as pegadas fracas espalhadas em suas praias
apontam sem exceção para o mar.
Como se tudo o que você possa fazer aqui é deixar
e mergulhar, para nunca mais voltar, nas profundezas.
Na vida insondável.

Wislawa Szymborska

Você pode achar que Lula é culpado e considerar sua soltura positiva

Lambe-Lambe com a imagem do ministro Sergio Moro segurando um cartaz com a escrita ''Lula Livre'', na rua da Consolação, região central de São Paulo, em 18 de junho.
Lambe-Lambe com a imagem do ministro Sergio Moro segurando um cartaz com a escrita ”Lula Livre”, na rua da Consolação, região central de São Paulo, em 18 de junho

Esse não é um texto sobre o tiozão do pavê que acha que um ladrão está solto e que o próximo passo é soltar traficante e estuprador para então, finalmente, liberar a mamadeira de piroca. Este é um texto sobre figuras “sensatas” e “isentas” que pairam acima do bem e do mal. É um texto sobre seu parente, vizinho ou colega, sobre o jornalista famoso que fica quieto diante da soltura de Lula, praticando o que agora se chama de “doisladismos”: o Bolsonaro é ruim, mas o PT também.
No debate político atual, seja na esfera privada ou pública, existe certa dificuldade de se entender que a questão chave do que está acontecendo não diz respeito ao quanto se gosta ou não do PT. Não é sobre simpatizar com o Lula ou aprovar o governo Dilma. Não é sequer sobre uma possível indignação com a corrupção do mensalão à Petrobras. 
Para ler o texto completo de Rosana Pinheiro-Machado clique aqui
Leia "Imagem positiva de Lula cresce, mas maioria é contrária à decisão do STF que o libertou" de Felipe Betim clicando aqui
Leia "Boaventura vê Lula Livre" clicando aqui
Leia "À margem da democracia: Lula é libertado no Brasil em vitória de movimento para resistir a Bolsonaro" Entrevista Petra Costa clicando aqui
Leia "PT livre" de Rudá Ricci clicando aqui
Leia "Frei Beto: Esquerda, o resgate do sonho" clicando aqui
Leia "Esquerda que não reconhecer seus erros não pode apontar futuro, diz Boulos" clicando aqui
Leia "Plano mais Brasil não é um projeto de crescimento, mas de aprofundamento da desigualdade econômica e social" Entrevista com Guilherme Delgado clicando aqui
Leia "O que está em jogo com a liberação de Bolsonaro para expansão da cana na Amazônia e Pantanal?" clicando aqui
Leia "O balanço (negativo) de Bolsonaro no meio ambiente" de Guilherme Zocchio clicando aqui
Leia ""Intoxicado até a alma" pelo agronegócio" de Mariana Simões clicando aqui
Leia "Integração do índio não pode ser pretexto para assimilação cultural" clicando aqui
Leia "Chantagem do governo aos desempregados" de Paulo Kliass clicando aqui
Leia "A cultura humilhada e relegada ao Ministério do Turismo" de Juan Arias clicando aqui
Leia "Textos de Carlos Marighella são reunidos em novo livro" de Eduardo Nunomura clicando aqui

Como o golpe na Bolívia abriu caminho para um oportunista de extrema direita


Era difícil imaginar, apenas um mês atrás, que a Bolívia chegaria a meados de novembro sem saber quem comanda o país oficialmente e com o poder na prática nas mãos de militares e policiais. Após manobrar para atropelar a Constituição que ele mesmo promulgou e o resultado de um referendo popular que lhe negou a quarta candidatura consecutiva, Evo Morales era amplo favorito a conquistar mais um mandato.
Hoje, Evo é ex-presidente deposto e a Bolívia vive um vácuo de poder após a renúncia de todos os seus sucessores imediatos na linha definida pela Constituição. O próprio Evo nem está mais em seu país: voou ontem para o México, onde o presidente Andrés Manuel López Obrador concedeu-lhe asilo político diante das ameaças de morte que recebeu. 
Para ler o texto de Lucas Berti e Maurício Brum clique aqui
Leia "Quem é Luis Fernando Camacho, o 'Bolsonaro boliviano' que despontou em meio à renúncia de Evo" de Boris Miranda clicando aqui
Leia "Por que Evo Morales renunciou à Presidência da Bolívia? 5 pontos-chave que explicam a decisão" de Abraham Zamorano e Boris Miranda clicando aqui
Leia "A onda fanática que ascende com a direita" de Bruno Raikdal Lima clicando aqui
Leia "A extrema direita tem uma utopia. Conservadores e sociais-democratas não têm nenhuma" Entrevista com Carolin Emcke clicando aqui

LUKA SULIC - "Thunderstruck"

Resultado de imagem para LUKA SULIC - Thunderstruck (Live)

Para assistir à interpretação de "Thunderstruck" por LUKA SULIC clique no vídeo aqui

Digitalização, política e inteligência artificial

Resultado de imagem para Digitalização, política e inteligência artificial

“A onipresença do digital está destruindo os tecidos de confiança que mantiveram o conjunto social unido, mas a uma velocidade tal que instituições e tomadores de decisão não conseguem se adaptar. Sendo assim, é pouco o que podem fazer para repará-los. Essas dinâmicas nos conduzem a um futuro que será marcado por uma estrutura tecnológica com capacidades potencialmente absolutas, que precisam ser humanizadas”. 
Para ler o texto de Enzo Giraldi, coordenador do grupo Cibersociedade, Ciberdefesa, Cibersegurança, Proteção de Dados Pessoais (C3PD), da Universidade Nacional de San Martín (UNSAM) clique aqui

Leia "Padrão de consumo atual dos ricos é insustentável para o planeta" de Marcio Pochmannn clicando aqui

Leia "Já ultrapassamos o número de habitantes que o planeta suporta. E agora?" de Bruno Versiani dos Anjos clicando aqui

Yuval Harari: Tecnologia deu aos humanos poderes divinos, e isso é perigoso

Resultado de imagem para https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2019/11/11/escritor-yuval-harari-roda-viva-entrevista.htm

O ser humano está mais próximo de se tornar Deus, por ter um poder gigantesco nas mãos graças à tecnologia, e não necessariamente sabemos lidar com isso. Foi o que disse o historiador e filósofo israelense Yuval Harari, autor dos best seller "Sapiens", "Homo Deus" e "21 Lições para o Século 21", em entrevista que pode ser lida clicando aqui

Angola: a palavra na canção e a emancipação da cultura popular face ao imperialismo

Fotografia de Alexandre Nobre. Arquivo da Rádio Nacional de Angola. Para o documentário Dipanda'75.

Esta segunda-feira faz 44 anos que Angola se tornou independente. Soraia Simões de Andrade reflete sobre o papel da canção no processo de emancipação da cultura popular deste país nos anos entre 1961 e 1975. 
Para ler seu texto clique aqui

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP