quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

"Saudade" - Alice Ruiz

Resultado de imagem para mulher sentada na beira da praia

Saudade

de ver salinas
sentir de novo
o cheiro do sol
nas retinas

tocar você
e ver você sentir
o que tem de sal
no meu gosto de menina

Alice Ruiz

Da chantagem do general ao caos no Ceará: Brasil vive "Era do Foda-se"

General Augusto Heleno, chefe do GSI, durante audiência na Câmara dos Deputados - FÁTIMA MEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O general Augusto Heleno, aquele que o naco otimista da sociedade achava que seria o contraponto racional a Jair Bolsonaro, conclamou o governo a não ficar "acuado" pelo Congresso Nacional e pediu para o presidente "convocar o povo às ruas", mostrando que a diferença entre ele e Nicolás Maduro pode ser a língua-mãe e a oportunidade. Não só isso. "Não podemos aceitar esses caras chantageando a gente. Foda-se", afirmou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos. A declaração estava em um áudio captado em uma live, em que ele dizia não ser aceitável o Poder Legislativo avançar sobre os recursos do Executivo. Toda essa situação faz parte de uma estratégia para excitar a militância, ameaçar o Congresso a ceder nos debates sobre o controle do orçamento ou fazer com que Bolsonaro pareça um estadista, uma vez que o presidente aconselhou seus assessores a manterem o diálogo com os parlamentares? 
Para ler o texto de Leonardo Sakamoto clique aqui

Leia "Golpe dentro do golpe: General Heleno abre guerra contra o que resta de democracia" de Ricardo Kotscho clicando aqui

Leia "Por que o miliciano Adriano da Nóbrega pode ser mais perigoso morto do que vivo?" de Juan Arias clicando aqui

Leia "Quando a polícia bandida quer mandar na sociedade" de Almir Felitte clicando aqui

Leia "O plano genocida de Bolsonaro para a destruição dos povos indígenas" de  Tom Cucharz clicando aqui

Leia "'O medo não faz nada. Precisa coragem': a saga de 46 anos para um povo xavante voltar à própria terra" de Patricia Cornils clicando aqui

Leia "Água potável: a insustentável situação do saneamento no Brasil" Entrevista com Iene Christie Figueiredo clicando aqui

Leia "PMs vão comandar unidades de conservação" de Marizilda Cruppe clicando aqui

Leia "Outro olhar sobre a Previdência" de Leonardo Valente clicando aqui

Leia "A descarada e indecente urbanização do apartheid no litoral de SP" clicando aqui

Leia "Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha" de Jéssica Souza clicando aqui

Por uma nova síntese à esquerda


Nancy Fraser e Rahel Jaeggi fornecem um poderoso mapa para a reconstrução do socialismo democrático no século XXI. 
Para ler o texto de Pedro Paulo Zahluth Bastos clique aqui

Leia "Frei Betto: Papa reúne economistas para combater desigualdade e devastação ambiental" clicando aqui

Leia "EUA definem amigos e inimigos por apoio ao 5G da Huawei" de Zhang Yi clicando aqui

Leia "A Resistência francesa!" de Marlene Oliveira clicando aqui

Leia "As transnacionais da alimentação "destroem o planeta"" de Sergio Ferrari clicando aqui

Leia "Reviver a Guerra do Pai: o fim da violência?" de Felipe Cammaert clicando aqui

Leia "A Liberdade Vigiada: Sobre Privacidade, Anonimato e Vigilantismo com a Internet" de Pedro Antonio Dourado de Rezende clicando aqui

Leia "Parlamento português dá o primeiro sim à eutanásia" de Javier Martín del Barrio clicando aqui

Coldplay - "Orphans"

Resultado de imagem para Coldplay - Orphans (Official Video)

Para assistir à interpretação de "Orphans" pelos Coldplay clique no vídeo aqui

Campeões de patinação no gelo em número espetacular

Resultado de imagem para Vanessa James Morgan Cipres FS 2017 World Team Trophy Tokyo

Você verá uma apresentação de rara beleza do casal de patinadores franceses Vanessa James e Morgan Cipres, campeões olímpicos de patinação artística de 2017. Ao som de "The Sound of Silence" (Simon & Garfunkel), eles nos tiram o fôlego com tanta beleza e perfeição.
Para assistir à apresentação clique no vídeo aqui


A última chance de salvar Julian Assange


Neste sábado, Londres fará manifestação em sua defesa. Dois dias depois, um juiz britânico poderá despachar, ao canto mais sombrio do inferno prisional norte-americano, o jornalista que expôs as mentiras e horrores da “democracia” imperial. 
Para ler o texto de John Pilger clique aqui

"Os governos precisam adotar medidas enérgicas contra os paraísos fiscais". Entrevista com Paul Krugman

Resultado de imagem para "Os governos precisam adotar medidas enérgicas contra os paraísos fiscais". Entrevista com Paul Krugman

Nobel de Economia Paul Krugman, professor da Universidade de Princeton e colunista do The New York Times, está na Espanha apresentando seu livro Contra los zombis. Economía, política y lucha por un futuro mejor (Editora Crítica), uma coletânea de dezenas de artigos em que desenvolve suas posições políticas e econômicas, mas, acima de tudo, faz furiosas críticas às ideias devoradoras de cérebros que, em sua opinião, são emitidas pelos conservadores nos Estados Unidos, apoiados por meios de comunicação “mentirosos” como o canal Fox News
Para ler sua entrevista clique aqui

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

"Saudade" - Gilka Machado

Resultado de imagem para "Saudade" - Gilka Machado


Saudade

De quem é esta saudade
que meus silêncios invade,
que de tão longe me vem?

De quem é esta saudade,
de quem?

Aquelas mãos só carícias,
Aqueles olhos de apelo,
aqueles lábios-desejo...

e estes dedos engelhados
e este olhar de vã procura
e esta boca sem um beijo.

De quem é esta saudade
que sinto quando me vejo?

Gilka Machado

Defender a Petrobras é defender o Brasil: intelectuais se manifestam em defesa da greve


Pensadores e professores universitários se manifestaram enviando declarações em defesa da greve nacional dos petroleiros. 
Para ler o texto completo clique aqui

Leia "Petrobras: a gota d'água que deflagrou a greve" de Fernando Siqueiro clicando aqui

Leia "Para juristas, decisão que considera greve dos petroleiros ilegal é antidemocrática" de Lu Sudré clicando aqui

Leia "Saiba quem é Patrícia Campos Mello, a repórter da Folha de SP agredida por Bolsonaro" de Gustavo Conde clicando aqui

Leia "Ataque de Bolsonaro a repórter é 'tentativa de calar mulheres e prejudicar imprensa', diz organização internacional" de Mariana Schreiber clicando aqui

Leia "Bolsonaro escolheu o confronto com a sociedade" de Paulo Adário clicando aqui

Leia "Bolsonaro chega ao ápice da militarização do Executivo brasileiro" de Victor David López clicando aqui

Leia "Assassinato de Adriano levanta suspeitas sobre federalização de milícias do Rio de Janeiro" de Jordana Pereira clicando aqui

Leia ""Pacote anticrime" de Moro é genocídio contra povo negro, denuncia Preta Ferreira" de Vanessa Martina Silva clicando aqui

Leia "Alinhamento do Brasil aos EUA não blinda conquistas em comércio" de Carolina Loução Preto clicando aqui

Leia "Como ruralistas querem eliminar reservas florestais" de André Shalders clicando aqui

Leia "Mortes, escravidão e abuso sexual: o legado das missões comandadas pelo pai de antropólogo preso pelo Ibama" de Leonardo Fuhrmann clicando aqui

Leia "Mulheres, não se enganem: rehab para quem cometeu violência doméstica é boa notícia" de Bruna de Lara clicando aqui

Leia "Mundo ao contrário" de Isabel Fleck clicando aqui

Leia "A universidade não está imune à idiotia bolsonarista" de Valdemar Augusto Angerami clicando aqui

Leia "Mulheres são 40% dos pesquisadores do Brasil que declaram ter doutorado nas 5 maiores áreas de conhecimento, aponta levantamento" de Fernanda Pinheiro clicando aqui

Leia "A esperança pode vir do campo" de  Léa Maria Aarão Reis clicando aqui


As democracias engolidas e o erro de Piketty


Distribuir riquezas por meio de tributos, como propõe economista francês, é importante. Mas para frear a produção de desigualdades e a devastação do mundo, é preciso novas relações de produção — como percebeu o próprio papa Francisco. 
Para ler o texto de Gustavo Barbosa clique aqui

Leia "Poderá Francisco salvar a Economia e o planeta?" clicando aqui

Leia "A abertura dos arquivos do Vaticano sobre Pio XII é um teste difícil para os historiadores" de Riccardo Di Segni clicando aqui

Leia "Guerras a distância. Guerras "Low cost"" de Tica Font clicando aqui

Leia "Vivemos uma época de fascismos derivativos" Entrevista com Óscar Guardiola-Rivera  clicando aqui

Leia "Devastação maior que Hiroshima: ex-colônias sofrem efeitos de testes nucleares da França" de Antonio Cuesta clicando aqui

Leia "Estagflação, um efeito colateral do coronavírus" clicando aqui

Leia "Juíza argentina reconhece o direito de uma menina a ter dois pais e uma mãe" de Mar Centenera clicando aqui

Leia "Sucesso de Bernie Sanders em eleições primárias assusta Democratas e Wall Street" de David Brooks clicando aqui

Leia "Sem liderança definida, manifestantes no Chile tendem a ser derrotados na Constituinte" de Aldo Anfossi clicando aqui

Leia "A tentação militar na América Latina" de María Victoria Murillo e Steven Levitsky  clicando aqui

Leia "Auschwitz: os portões da memória ainda abertos" de Igor Venceslau clicando aqui

Leia "A grande política em Nietzsche e a política que vem em Agamben" de Márcia Rosane Junges clicando aqui

Trio Julio e Rodrigo Machado - "Vê se gostas"

Resultado de imagem para Trio Julio e Rodrigo Machado - "Vê se gostas" (Waldir Azevedo / Otaviano Pitanga)

Para assistir à interpretação de "Vê se gostas" pelo Trio Julio e Rodrigo Machado clique aqui

O celular já nos dividiu em senhores e escravos digitais

Resultado de imagem para Pessoas olhando para os celulares

digitalização é para nós o que a agricultura foi para os nossos ancestrais: uma opção que parecia nos fazer mais felizes, mas acabou nos tornando mais escravos. Os fósseis humanos demonstram que quando éramos caçadores nômades, vivíamos mais e melhor. Contudo, veio o dia em que a selva já não era suficiente para manter todos nós: ou a cultivávamos ou perecíamos. A era digital foi iniciada pelo Exército dos Estados Unidos, ao criar a Internet para a guerra, e na paz parecia que faríamos viver melhor, até que hoje ninguém pode viver sem ela. A digitalização, assim como a agricultura, nos dividiu em escravos e senhores. Outrora, da terra. Hoje, dos dados. E nós, escravos, transpiramos o sulco digital em todos os momentos, em múltiplas telas, para que os senhores da nuvem se tornem cada vez mais poderosos. “escravo digital, ao revelar sua intimidade, vende sua privacidade, seus dados, o controle de seu destino, e esses dados, sim, geram dinheiro e poder para quem os gerencia em quantidades massivas”, avalia Peter Vorderer, psicólogo social alemão.
Para ler sua entrevista clique aqui 

Índia: as crianças que trabalham no "inferno" de carvão de Jharia

Resultado de imagem para Índia: as crianças que trabalham no "inferno" de carvão de Jharia

Por entre o fumo tóxico, centenas de crianças – algumas com apenas quatro anos – transportam, à cabeça, cestos de pedras negras que pesam quase o mesmo que o seu próprio corpo. Colina acima, cobertas de fuligem, caminham em direção ao local onde depositam o suado resultado do seu esforço. Uma tarefa monumental que remete para o castigo de Sísifo: diário, repetitivo, tortuoso. 
Para ler o texto de Ana Marques Maia e acessar as fotos clique aqui

Com a mala na mão contra a discriminação - uma viagem pela história dos nossos direitos


O projeto “Com a mala na mão contra a discriminação” foi criado para abordar assuntos urgentes, polêmicos, mas também vitais, como colonialismo, eurocentrismo, escravatura, discriminação e racismo, frequentemente ausentes no currículo escolar oficial (Araújo e Maeso, 2012; Araújo et al., 2013), mas também noutros espaços de (re)produção de conhecimento (Maeso e Araujo, 2013; Santos, 2010). Sabemos que aquilo que se “dá” e que se “passa” na escola resulta de relações de poder transversais à nossa sociedade (Bourdieu, 1999; Bourdieu e Passeron, 2008). 
Para ler o texto de Ariana Furtado clique aqui



Arquivos, filmes e memórias: ingredientes para lembrar e esquecer o passado

Começar pela história de um rapaz que ou vivia o presente ou se consumia a recordar o passado, é lembrar uma parte de um conto do escritor argentino Jorge Luís Borges, sobre o jovem Irineu Funes, personagem ficcionada. Um acidente fez com que Funes não se esquecesse de nada, e se lembrasse de todas as particularidades do passado, sofrendo em contrapartida a incapacidade de diferenciar e elaborar sobre as suas recordações. Recordar tudo tornou-o incapaz de pensar sobre o passado. A condição de Funes serve de contraponto a Tudo passa excepto o passado, um encontro internacional em torno das políticas da memória, promovido pelo Goethe-Institut, que teve lugar durante alguns dias de Setembro na Culturgest em Lisboa, em articulação com um ciclo de cinema, Reimaginar o arquivo pós-colonial. Ao contrário do caso de Funes, tratou-se aqui de refletir sobre a relação entre lembrar e esquecer o passado.
Para ler o texto de Inês Ponte clique aqui

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

"Saudação da saudade" - Alice Ruiz

Resultado de imagem para "Saudação da saudade" - Alice Ruiz


Saudação da saudade

Saúda tua ida
mesmo sabendo
que uma vinda
só é possível
noutra vida.

Aqui, no reino
do escuro
e do silêncio
minha saudade
absurda e muda
procura às cegas
te trazer à luz.

Ali, onde
nem mesmo você
sabe mais
talvez, enfim
nos espere
o esquecimento.

Aí, ainda assim
minha saudade
te saúda
e se despede
de mim.

Alice Ruiz

Nunca um presidente foi tão vulgar com uma mulher. Espere o efeito bumerangue

O presidente Jair Bolsonaro, no Palácio da Alvorada, no último dia 4 de fevereiro.

O ataque de Bolsonaro à repórter Patrícia Campos Mello vai ajudá-lo a definhar a partir de agora num Brasil onde 52% do eleitorado é feminino e que não vai mais voltar atrás em sua luta pelas mulheres. 
Para ler o texto de Carla Jiménez clique aqui

Leia "Bolsonaro, o difamador, tem de responder pelo seu crime" de Fernando Brito clicando aqui

Leia "Jair Bolsonaro retoma credencial machista com insinuação sexual contra jornalista" de Marina Rossi clicando aqui

Leia ""Extrema-imprensa" e redes antissociais: as táticas bolsonaristas de destruição" de Henry Bugalho clicando aqui

Leia "Bolsonaro está batendo às portas de uma nova ditadura" de José Dirceu clicando aqui

Leia "Sou Maria Marighella" clicando aqui

Leia "Os antepassados de Bolsonaro" de Bernardo Ricupero clicando aqui

Leia "Com auxílio de Moro, Bolsonaro e Mourão trabalham para esvaziar poder do Ibama e do ICMbio" de Rafael Neves clicando aqui

Leia "O que ameaça a Amazônia em seus 9 países?" clicando aqui

Leia "O movimento global de justiça ambiental e o EJAtlas" de Joan Martinez-Alier clicando aqui

Leia "Greve dos petroleiros mostra como só luta dos trabalhadores pode derrotar modelo neoliberal" de Emir Sader clicando aqui

Leia "Eles lutam por todos nós" de José Álvaro de Lima Cardoso clicando aqui

Leia "No 18º dia, movimento resiste à armação do TST" clicando aqui

Leia "Paulo Guedes, o bravateiro velhaco" de Paulo Kliass clicando aqui

Leia "Milícia tem projeto de poder para dominar todo Estado brasileiro", afirma Monica Benício" clicando aqui

Leia "Favelas do Brasil: acreditar em si mesmo é a única alternativa" Entrevista com Renato Meirelles clicando aqui

Leia "O que é apropriação cultural e por que o tema vem à tona no Carnaval" de Juliana Domingos de Lima clicando aqui

Leia "O papel do transfeminismo na luta contra o patriarcado" clicando aqui

Leia "Com explosão do ensino a distância, qual o futuro do campus universitário?" de Matheus Pichonelli clicando aqui

Leia "O que perdemos com Raphael Martinelli" clicando aqui

Leia "Cansaço..." de Armando Januário clicando aqui

Os partidos políticos ainda servem para manter a democracia?

Um manifestante lança objetos em direção a um veículo blindado durante um protesto em Santiago do Chile.

Será que os partidos tradicionais, em vez de serem meras correias de transmissão das necessidades e desejos das pessoas, se transformaram em donos e senhores dos mesmos? 
Para ler o texto de Juan Arias clique aqui

Leia "Monedero: Grandes utopias do século 20 já não dizem nada, lemas da esquerda já não servem" clicando aqui

Leia ""No society", defesa da sociedade ocidental" de Christophe Guilluy clicando aqui

Leia "A necessidade de instituições está de volta" de Roberto Esposito clicando aqui

Leia "Não deveríamos nos surpreender quando frustrações da infância se tornam violência" de Carolina Vásquez Araya clicando aqui

Leia "Teoria monetária do enfrentamento com a barbárie: Bernie e Ocasio-Cortez - Um debate sobre a concepção de Partido" de Tarso Genro clicando aqui

Leia "Mídia: a descarada sabotagem a Bernie Sanders" de Glauco Faria clicando aqui

Leia "EUA e Israel querem petróleo da Palestina; riqueza tem que ser do povo palestino" de Mariane Barbosa clicando aqui

Leia "O novo velho continente e suas contradições: A greve como forma de luta" de Celso Japiassu clicando aqui

Leia "Carta de Paris: Americanização da política francesa?" de Leneide Duarte-Plon clicando aqui

Leia "Pensamento descolonial e práticas acadêmicas dissidentes" clicando aqui

Luka Sulic - "Bohemian Rhapsody"

Resultado de imagem para Luka Sulic - Bohemian Rhapsody (Queen)

Para assistir à interpretação de "Bohemian Rhapsody" por Luca Sulic clique no vídeo aqui

Atenção, os algoritmos começam a nos controlar

Resultado de imagem para Atenção, os algoritmos começam a nos controlar

Andrés Moya (Valência, 1956) encarna a figura do cientista humanista que a Antiguidade e o Renascimento idealizaram. Doutor em filosofia e biologia, professor de genética na Universidade de Valência, ativo divulgador em publicações, palestras e conferências. Conversamos com ele a respeito da tensão entre ecoutópicos e tecnoutópicos que disputam o futuro. Suas respostas retiram a inquietação sobre para onde caminha a Humanidade. Pede para que abramos os olhos, que exijamos responsabilidades políticas que coloquem limites às grandes corporações tecnológicas: “Temos uma dependência crescente dos algoritmos. Isso conta com um enorme perigo, porque você não os controla, no fundo, eles controlam você”. 
Para ler sua entrevista clique aqui

Os direitos não obrigam a nada, a sua ausência é que nos limita!

Resultado de imagem para descriminalização da morte assistida

Defender a descriminalização da morte assistida é defender a vida e defender que se respeitem as escolhas de cada ser humano. 
Para ler o texto de Elza Pais clique aqui

Os últimos escritos econômicos de Karl Marx


"Em tempos de hegemonia neoliberal, retomar sobre bases sólidas os fundamentos da crítica da economia política do autor de 'O capital' é tarefa urgente." 
Para ler o texto de Edmilson Costa clique aqui

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

"Sátira aos homens quando estão com gripe" - António Lobo Antunes

Resultado de imagem para "Sátira aos homens quando estão com gripe" - António Lobo Antunes


Sátira aos homens quando estão com gripe

Pachos na testa, terço na mão,
Uma botija, chá de limão,
Zaragatoas, vinho com mel,
Três aspirinas, creme na pele
Grito de medo, chamo a mulher.
Ai Lurdes que vou morrer.
Mede-me a febre, olha-me a goela,
Cala os miúdos, fecha a janela,
Não quero canja, nem a salada,
Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada.
Se tu sonhasses como me sinto,
Já vejo a morte nunca te minto,
Já vejo o inferno, chamas, diabos,
anjos estranhos, cornos e rabos,
Vejo demônios nas suas danças
Tigres sem listras, bodes sem tranças
Choros de coruja, risos de grilo
Ai Lurdes, Lurdes fica comigo
Não é o pingo de uma torneira,
Põe-me a Santinha à cabeceira,
Compõe-me a colcha,
Fala ao prior,
Pousa o Jesus no cobertor.
Chama o Doutor, passa a chamada,
Ai Lurdes, Lurdes nem dás por nada.
Faz-me tisana e pão de ló,
Não te levantes que fico só,
Aqui sozinho a apodrecer,
Ai Lurdes, Lurdes que vou morrer.

António Lobo Antunes

Bolsonaro quer acabar com sentido crítico. Vivemos uma guerra cultural, diz Nabil Bonduki


O pré-candidato à Prefeitura de São Paulo lembra que o atual governo brasileiro vem trabalhando em um projeto contra a imprensa livre e independente. 
Para ler o texto de Mariane Barbosa clique aqui

Leia "Não é a primeira vez que profetizam nosso fim; enterramos os profetas", diz Ailton Krenak clicando aqui

Leia "Como a grana da China desaloja pobres no Maranhão - com o aval de Flávio Dino" de Sabrina Felipe clicando aqui

Leia "Sentenças de Sergio Moro na Lava Jato foram mais rápidas antes do impeachment de Dilma" de Naira Hofmeister, Pedro Papini e Taís Seibt clicando aqui

Leia "Perdas internacionais" de Leda Maria Paulani clicando aqui

Leia "Municípios perdem um quinto dos médicos financiados pelo Governo federal após saída de cubanos" de Beatriz Jucá clicando aqui

Leia "A greve e o silêncio ensurdecedor da mídia" de Marcelo Auler clicando aqui

Leia "Economia: o fantasma da crise externa" de Leda Paulani clicando aqui

Leia "Aos pobres, a xepa" de Juliana Magalhães clicando aqui

Leia "Sobre a revolução cultural necessária I" de Pedro Tierra clicando aqui

Leia "A Frente Antifascista" de Licoln Secco clicando aqui

Leia "Busca por pós-graduação tem queda sem perspectiva de bolsa, segundo acadêmicos" de Grasielle Castro clicando aqui

Leia "Por que o Maranhão paga os melhores salários a professores no Brasil?" de Ana Luiza Basilio clicando aqui

Leia "Professora de inglês sofre processo disciplinar por falar sobre feminismo em cidade berço do MBL" de Felipe Betim clicando aqui

Leia "A arte em que a gente pisa" de Carlos Alberto Mattos clicando aqui

Três vias para superar o capitalismo. Artigo de Branko Milanović

Resultado de imagem para Três vias para superar o capitalismo. Artigo de Branko Milanović

A abundância relativa de capital talvez permita que indivíduos se tornem empreendedores simplesmente pedindo emprestado o capital e não deixando que os provedores de financiamento tenham um papel decisivo na gestão. É o que observamos atualmente no mundo das startups”, escreve Branko Milanović, economista sérvio-americano e professor da Universidade da Cidade de Nova York. 
Para ler seu texto completo clique aqui

Leia "A economia financeira impede o povo de decidir". Entrevista com Francisco Louçã clicando aqui

Leia ""Eu não escutaria as recomendações da OCDE". Entrevista com Joseph Stiglitz" clicando aqui

Leia "Por que a China rouba dados privados de dezenas de milhões de norte-americanosde Jordi Pérez Colomé clicando aqui

Leia "Extrema direita francesa abraça a causa ambientalde Marc Bassets clicando aqui

Leia "O assessor de Johnson que questiona a inteligência dos negros e defende a eugeniade Rafa de Miguel clicando aqui

Leia "O lado obscuro da Coreia do Sul, descrita como 'modelo' a ser seguido pelo Brasil" clicando aqui

Leia "Por que a América Latina é a 'região mais desigual do planeta'de  Gerardo Lissardy clicando aqui

Leia "Itália: os frutos amargos das vicissitudes da esquerdade Franco Turigliatto clicando aqui

Leia "O Lucro da Escravidãode Jamil Chade clicando aqui

Leia "Conivência com o racismo, uma regra não escrita do futebolde Breiller Pires clicando aqui

Leia "Cronofagia: o roubo do tempo, sono e ideiasde Giuseppe Luca Scaffidi clicando aqui

Leia "A disciplina e o adestramento - Michel Foucaultde Vinicius Siqueira clicando aqui

Leia "Calvino e a ditadura do Estado Evangélico: uma doutrina que só permite trabalho e obediênciade Carlos Russo Jr. clicando aqui

Leia "De Balzac a Cortázar, quem são os escritores seduzidos por gatosde  Pedro Zuazua clicando aqui

Leia "Por que as bundas de JLo e Shakira incomodam?de Ana Teresa Toro clicando aqui

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP