segunda-feira, 24 de junho de 2019

"Para sempre" - Torquato da Luz

Resultado de imagem para amor ao entardecer


Para sempre

Para sempre é muito cedo
e o amor,
que sobrevive ao crepúsculo do dia,
passa veloz a cortina do medo
e, vá por onde for,
torna-se eterno como a poesia.

Para sempre é meta pequena,
o amor precisa de mais,
porque só nele somos imortais
e o resto não vale a pena.

Torquato da Luz

O Decálogo de Moro


Nossa narrativa de vingança advém do fato de que nosso ideal de individualização não consegue realmente se generalizar. Sabemos que instituições são necessárias, mas elas são tão pessoais e interessadas que acabam desprezando as singularidades do caso particular, as condições únicas que afinal ocorrem na vida real, tal como ela é. O herói solitário, à margem do sistema, torna-se assim um símbolo de nosso desejo de sermos reconhecidos pela exceção que nos constitui. Por isso admitimos que a lei possui modalidades de aplicação “toscas”. 
Para ler o texto completo de Christian Dunker clique aqui

Leia "Sergio Moro usa a população como escudo para justificar as violações" de Marina Rossi clicando aqui

Leia "A Moro, a arrogância em latim ou portuguêsde Carla Jiménez clicando aqui

Leia "Há elementos para suspeição de Moro e anulação dos processos, diz Lenio Streckclicando aqui

Leia "Usada por Moro e Dallagnol, tese de alteração das mensagens está cada vez mais fraca" clicando aqui

Leia "Não, não é “normal” a promiscuidade entre juiz e parte. Não é, mesmo!" de Lenio Streck clicando aqui

Leia "Moro tenta escapulir em latimde Marcelo Zero clicando aqui

Leia "Entrevista: 'Os militares estão num governo de opereta. Eles se submeteram a constantes vexames', diz pesquisador João Roberto Martins Filhoclicando aqui

Leia "O que Bolsonaro não copia dos EUAde Karen Fernandes clicando aqui

Leia "A cada três empresas que devem ao fisco, uma pertence ao agronegóciode Bruno Stankevicius Bassi clicando aqui

Leia "A carta histórica de Lula ao embaixador Celso Amorimclicando aqui

Veja o documentário "Lawfare: solução ou ameaça?de Pedro Rosa e Rodrigo becker clicando aqui

DOSSIÊ: EUA X China - A nova guerra tecnológica


A guerra comercial movida pela administração Trump contra a China agravou-se no último mês e ameaça ter repercussões graves na economia mundial. Neste dossier, mostramos que o que está em causa não é uma questão de espionagem, mas uma disputa pela hegemonia tecnológica em que a China, em diversas áreas, procura superar os Estados Unidos. 
Para ler o Dossiê coordenado por Luis Leiria clique aqui

Leia "Bloqueio dos EUA pode levar OMC à paralisia" de Luis Doncel clicando aqui

Leia "A outra cara do algoritmo" de Tomás Chacon, Rosa Donat e Henas Herrero clicando aqui

Leia "O capitalismo financeiro prepara a recessão 2.0." de Walden Bello clicando aqui

Leia "Inércia política mundial é responsável pela falta de progresso em energias sustentáveis" clicando aqui

Leia "Quando os cientistas enfrentam o sistema" de Jane Shallice clicando aqui

Leia "Bachelet: Sanções econômicas impostas pelos EUA agravam crise na Venezuela" clicando aqui

Leia "Tom Friedman e Steve Bannon estão errados: A China não é o problema, o capitalismo é" clicando aqui

Leia "'É totalmente injusto': Chicago, onde os ricos vivem 30 anos a mais que os pobres" de Jamiles Lartey clicando aqui

Leia "Chernobyl: 10 cenas em que a liberdade artística se pôs à frente dos factos" de Jim Smith clicando aqui

Shawn Mendes e Camila Cabello - "Señorita"

Resultado de imagem para Shawn Mendes, Camila Cabello - Señorita

Para assistir à interpretação de  "Señorita" nas vozes de Shawn Mendes e Camila Cabello clique no vídeo aqui

Sebastião Salgado: "Foi dito que eu fazia estética da miséria. Ridículo! Fotografo meu mundo"

entrevista Sebastião Salgado

É uma lenda viva da imagem documental. Durante quatro décadas fotografou as maiores atrocidades do ser humano e as mais esplêndidas paragens do planeta. Aos seus 75 anos, recheado de prêmios e reconhecimento, está na reta final de outro de seus hercúleos projetos sobre as tribos da Amazônia. Seu motor foi a curiosidade por conhecer as coisas do mundo e a vontade de transmiti-las; caminhando de lugar em lugar, diz, como “um homem da Idade Média”. 
Para ler a entrevista de Sebastião Salgado clique aqui


Capa Carcara #18_miniatura.jpg

Veja o último número (18) da revista de fotos artísticas Carcara clicando aqui

Exposição contínua à tela do computador pode afetar crianças e jovens

iStock

A tecnologia atual disponível para telas e mídias em geral oferece benefícios, mas também pode trazer riscos para a saúde de crianças e adolescentes. A exposição às telas de computadores, celulares e tablets por crianças e adolescentes pode afetar o sono, a atenção, o aprendizado, o sistema hormonal (com risco de obesidade), a regulação do humor (com risco de depressão e ansiedade), o sistema osteoarticular, a audição, a visão. Também há riscos de exposição a grupos de comportamentos de risco e a contatos desconhecidos, com possibilidade de acesso a comportamentos de autoagressão, tentativas de suicídio e crimes de pedofilia e pornografia. 
Para ler o texto completo clique aqui

LIVRO "A história das ideias de Paulo Freire e atual crise de paradigmas" de Afonso Scocuglia

Resultado de imagem para LIVRO "A história das ideias de Paulo Freire e atual crise de paradigmas" de Afonso Scocuglia

Nosso trabalho constitui-se em partes distintas, que existem “em si” e podem ser lidas em separado, embora o leitor possa (e deva) relacioná-las. Na 1ª PARTE, pretendemos captar as relações entre educação e política ao longo da construção do discurso de Paulo Freire, nas três últimas décadas e, com isso, construir uma história das suas ideias político-pedagógicas. Na 2ª PARTE, há uma reflexão sobre a crise de paradigmas que nos preocupa na atualidade. Partindo das contribuições de vários autores, as reflexões contidas neste tópico procuram aproximação com os transbordamentos da crise em direção a outros paradigmas e a “outras razões”. Finalmente, retornamos a Paulo Freire, na 3ª PARTE, buscando seus últimos escritos que envolvem história, política e educação, sob a perspectiva da “crise” na qual mergulhamos. Destacam-se, aqui, os combates aos determinismos e às ortodoxias que servem de obstáculo ao desenvolvimento do conhecimento (individual e coletivo) nas sociedades do presente.
Para ter acesso ao livro completo de Afonso Scocuglia clique aqui


  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP