domingo, 17 de novembro de 2019

"Amanhã " - Encandescente

Resultado de imagem para jovem protestando


Amanhã 

Amanhã serei inversa
Amanhã serei oposta
Amanhã serei adversa
Amanhã serei reversa
Amanhã serei contrária.
Amanhã viro-me do avesso
Amanhã sim!
Eu protesto.
Amanhã terei vontade
Amanhã eu recomeço.
Amanhã saio para a rua
O braço bem levantado
Um dedo esticado, dois dobrados
Fazendo gestos obscenos
Fazendo barbaridades
Dizendo obscenidades
Cometendo desatinos
Amaldiçoando sina e fado
Desafiando sorte e destino.
Mas hoje não...
Hoje não que estou moribunda
Hoje não que estou quase morta
Hoje não que a ferida é funda
Hoje não que a amargura é sólida.
Amanhã sim eu serei tudo
farei tudo ao contrário. 

Encandescente

Novo projeto de poder de Bolsonaro, a Aliança pelo Brasil é o primeiro partido neofascista do país

patria_bolsonaro-1573948020

Bolsonaro alugou um partido nanico, ajudou a transformá-lo em um dos maiores partidos do Brasil e agora o abandona após uma tentativa fracassada de golpe para tomar o seu controle e abocanhar o fundo partidário. Pela ótica da dinâmica política tradicional, esse jogo é uma loucura que levaria ao enfraquecimento e isolamento do governo. Mas não é assim que pensa quem tem como objetivo destruir a democracia como a conhecemos.
O presidente da República já mostrou que não tem nenhum interesse em formar uma maioria no Congresso que o ajude a governar. É um governo que renega as mediações democráticas e busca a radicalização para atingir seus objetivos.
Desde a posse, a família Bolsonaro vem implodindo grandes aliados construídos durante a campanha. Bebianno, Alexandre Frota, Joice Hasselmann, Witzel, João Doria e Luciano Bivar são alguns nomes que foram expurgados de maneira desleal. A tropa de choque bolsonarista vai ficando cada vez mais reduzida e isso não parece ser um problema para a família Bolsonaro. Ao que tudo indica, a intenção é ir empurrando o governo com a barriga, rezar para a economia sair do buraco e continuar apostando na fidelização da sua militância alucinada nas redes sociais. Não é novidade que este é um governo preocupado exclusivamente em agradar um séquito de reacionários e lunáticos catequizados por Olavo de Carvalho. 
Para ler o texto de João Filho clique aqui
Leia "O que suponho que Lula deveria dizer" de Tarso Genro clicando aqui
Leia "Toffoli prepara o escândalo da arapongagem Coaf/MPF" de Fernando Brito clicando aqui
Leia "Gremistas antifascistas divulgam nota em repúdio a Bolsonaro e criticam Renato Gaúcho" clicando aqui

Psicanálise - Hugo Lerner: ser adolescente é uma forma de funcionamento mental


O psicanalista garante que Sigmund Freud sobreviva aggiornado e de olho no contexto social. Todos nós buscamos reconhecimento, ele argumenta. Ele também alerta sobre os perigos do diagnóstico fácil da "bipolaridade" e do abuso da psicofarmacologia. 
Para ler a entrevista de Hugo Lerner clique aqui

Leia "O mito e a mágica da geração de novas ideias" de Dan Rockmore clicando aqui

Leia "O que é fascismo?" de Bruno Altman clicando aqui

HAUSER e Señorita - "The Power Of Love"

Resultado de imagem para HAUSER and Señorita - The Power Of Love

Para assistir à interpretação de "The Power Of Love" por HAUSER e Señorita clique no vídeo aqui

Toda a graça e beleza do balé de Igor Moiseyev

Resultado de imagem para Toda a graça e beleza do balé de Igor Moiseyev

Em seus muitos arranjos de canções folclóricas tradicionais russas, Moiseyev reflete sobre diferentes aspectos do caráter do seu povo. Esta dança mostra o humor, travessuras, romance e lirismo, tão frequentemente atribuídos às pessoas do campo. O cenário é um festival da colheita, e moradores de todas as idades se reuniram para festejar um jovem casal.
Aprecie clicando no vídeo aqui


Desaprendendo as origens da fotografia

Resultado de imagem para Desaprendendo as origens da fotografia

Em cinco ensaios provocadores publicados na ZUM #17, a pesquisadora Ariella Azoulay propõe repensar as origens modernas da fotografia para desconstruir as narrativas imperialistas legitimadas por ela, abrindo espaço para outras histórias potenciais.
No primeiro desses ensaios, reproduzido abaixo, Azoulay nos convida a deslocar o advento da fotografia para o século 15. O que isso significaria? “Explicar a fotografia com base na narrativa de seus promotores é como registrar a violência imperial nos termos daqueles que a exerceram, declarando que eles haviam descoberto um ‘mundo novo'”, diz a autora. Em Desaprendendo as origens da fotografia, Azoulay destrincha as consequências dessa nova cronologia, ressaltando o quanto a canonização de uma “história oficial” europeia moderna foi instrumental ao exercício da violência contra os “outros”. 
Para ler o texto de Ariella Azoulay clique aqui

O novo livro de Bill Mckibben, "Falter", explora o fim da humanidade


A humanidade está se aproximando do fim? A pergunta em si pode parecer hiperbólica – ou remeter ao arrebatamento cristão e o apocalipse. No entanto, há razões para acreditar que esses medos não sejam mais tão exagerados. A ameaça das mudanças climáticas está forçando milhões de pessoas no mundo todo a enfrentar realisticamente um futuro em que suas vidas, no mínimo, parecem radicalmente piores do que são hoje. Ao mesmo tempo, tecnologias emergentes de engenharia genética e inteligência artificial estão dando a uma pequena elite tecnocrática o poder de alterar radicalmente o homo sapiens até o ponto em que a espécie não se pareça mais consigo mesma. Seja por colapso ecológico ou mudança tecnológica, os seres humanos estão se aproximando de um precipício perigoso. 
Para ler o texto de Murtaza Hussain clique aqui

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP