segunda-feira, 13 de julho de 2020

Torquato da Luz: "Cegueira"

Dez sinais 'entregam' quando um homem está apaixonado


Cegueira

Eu não sei nada de ti
nem me falta saber nada
mas o que sei é bastante
como basta o que não sei.
A quem ama tanto faz
saber como não saber.
Quem ama quer é amar
e mais não lhe convém ver. 

Torquato da Luz

João Moreira Salles - A morte e a morte: Jair Bolsonaro entre o gozo e o tédio

Saturno devorando seu filho, na visão de Goya: em nosso rebaixamento geral, tudo é rasteiro – o presidente, seus filhos, os ministros, os seguidores, o que dizem, o que propõem

Quando as vítimas da pandemia passaram de 5 mil, no dia 28 de abril de 2020, Jair Bolsonaro foi a um estande de tiro. No dia em que chegamos aos 10 mil mortos, ele passeou de jet ski no Lago Paranoá. Na cerimônia em que concedeu a Ordem do Mérito Naval a Abraham Weintraub e Augusto Aras, o país havia superado os 25 mil óbitos. Dois dias depois ele andou a cavalo no meio de seus apoiadores. Dali a poucas horas, quase 30 mil brasileiros já não estariam vivos por causa da doença. O presidente desconfiou dos hospitais quando os registros contabilizaram 40 mil mortos: “Arranja uma maneira de entrar e filmar”, comandou. E no fim de semana em que a conta da nossa tragédia chegou a 50 mil vidas perdidas, ele ajudou Weintraub a enganar a imigração americana. 
Para ler o texto de João Moreira Salles clique aqui

Leia "Um Bolsonarista na Amazônia" de Naira Hofmeister clicando aqui

Leia "Investidores estrangeiros não vão ser convencidos só por retórica ambiental do governo" de Carlos Rittl clicando aqui

Leia "Imagem do Brasil derrete no exterior e salienta "crise ética e de falência de gestão" com Bolsonaro" de Heloísa Mendonça clicando aqui

Leia "Por que Bolsonaro está sendo acusado de colocar indígenas em risco em meio à pandemia de covid-19" de Mariana Schreiber clicando aqui

Leia "Os Yanomami contra o coronavírus (e contra a diarreia, as lombrigas e os garimpeiros...)" de Naiara Galarraga Gortázar clicando aqui

Leia "As crianças que nos governam e como vencê-las" de Carlos Ziller  Camenietzki clicando aqui

Leia "Começam a surgir membros do "Gabinete do Ódio"" de Juliana Gragnani clicando aqui

Leia "Donald Trump é um mau exemplo para Jair Bolsonaro" de Diogo Schelp clicando aqui

Leia "Os evangélicos e o governo atual" de Walter Praxedes clicando aqui

Leia "Maquiavel explica o novo ministro da educação" de Bárbara D'Alencar  Dragão clicando aqui

Leia "Contas muito caras e péssimo serviço: o custo de privatizar" de  Caroline Oliveira clicando aqui

Leia "Uruguai: como frear a violência gratuita na TV" de Igor Carvalho clicando aqui

Leia "A Covid-19, os médicos e os pacientes" de Chico DamasoMilena Alvares e Beatriz Zolin clicando aqui

Leia "Ficção de Ignácio de Loyola Brandão previu o futuro, mas ele desconversa: 'a realidade foi me copiando" clicando aqui

Leia "Por que "Catavento" não tem letra" de Mauro Luis Iasi clicando aqui

99 Teses para uma economia pós-capitalista


Em livro recém-publicado, enunciação de um projeto aberto: é hora de construir, com base no que já se move nos subterrâneos da sociedade, uma economia do compartilhamento. Para tanto, atualizar ao mesmo tempo Marx e o autonomismo. 
Para ler o texto de Brian Massumi clique aqui

Leia "David Harvey: A pandemia expôs os muros invisíveis erguidos pelo capitalismo nas grandes metrópoles" clicando aqui

Leia "Branko Milanovic: "A China é um país capitalista?"" clicando aqui

Leia "Pepe Escobar: O Irã e a China turbinam as Novas Rotas da Seda" clicando aqui

Leia "Bill Gates, um cripto-socialista?" de Leigh Phillips clicando aqui

Leia "A globalização (quem diria?) pode acabar nos EUA" de Antonio Martins clicando aqui

Leia "Mentira de semeadores de ódio não é informação, é uma arma da guerra híbrida" de Stella Calloni clicando aqui

Leia "O que é o 'Lincoln Project', grupo de republicanos que tenta impedir a reeleição de Trump" de Alessandra Corrêa clicando aqui

Leia "Europa pode estar diante de uma onda verde" clicando aqui

Leia "O vírus deteve sua ascensão. Agora a ultradireita europeia procura sua vacina política" de Daniel Verdú, Marc Bassets e Enrique Muller clicando aqui

Leia "Os jogos da Direita: a TAP" de Boaventura de Sousa Santos clicando aqui

Leia "Credores soberanos não devem reescrever regras durante pandemia" de Joseph Stiglitz, Robert Howse e Anne-Marie Slaughter clicando aqui

Leia "Colômbia - Um rei sem asas" de Maria Jimena Duzán clicando aqui

Leia "De museu a mesquita, a blitz identitária de Erdogan" de Dimitri Bettoni clicando aqui

Leia "A liberdade é vazia sem a solidariedade" Entrevista com Massimo Recalcati clicando aqui

Leia "Os anticolonialistas queriam o mundo" Entrevista com Adom Getachew clicando aqui

Leia "Contra o fim da História" de Antonio Augusto Galvão de França clicando aqui

Leia "Viridiana" de Walnice Nogueira Galvão clicando aqui

Zucchero - "Wonderful Life"

Zucchero - Wonderful Life 2008 - YouTube

Para assistir à interpretação de "Wonderful Life" na voz de Zucchero clique no vídeo aqui

Sua tia não está sendo manipulada, ela é fascista mesmo

 

Trago más notícias.

Lembra do finalzinho de 2018, quando você recebeu aquele videozinho “Sua tia não é fascista, ela está sendo manipulada”? Se você não assistiu dá um pulo lá e assiste se quiser entender melhor o que vou dizer aqui[1]. Se você já assistiu, puxa, aquilo foi um alento, não foi? Claro, naquele momento já tínhamos nos dado conta de que não há espaço vazio, e que todo o tempo que optamos por não desperdiçar debatendo algumas opiniões “esdrúxulas” de nosso familiares contribuiu para uma disseminação generalizada de coisas sem pé nem cabeça que ganharam o status de verdades inquestionáveis na boca de nossos parentes mais queridos. 

Para ler o texto de André Guerra clique aqui

O naturalismo é a metafísica mais idiota, o pensamento mais estúpido da história e vai destruir a humanidade

O naturalismo é a metafísica mais idiota, o pensamento mais ...
O naturalismo é a metafísica mais idiota, o pensamento mais ...

A crise viral é uma manifestação dos erros morais do passado, diz o filósofo alemão Markus Gabriel. 
Para ler sua entrevista clique aqui

Formação discursiva em Foucault e Pêcheux: diferenças e semelhanças

Formação discursiva em Foucault e Pêcheux: diferenças e ...

Michel Foucault e Michel Pêcheux utilizam a noção de formação discursiva para dar conta de seus desenvolvimentos na análise dos discurso. Para Foucault, trata-se de uma noção que dá conta das contradições internas do próprio discurso, da própria maneira de se ver seus objetos, enquanto Pêcheux trabalha esta noção através dos processos de identificação e assujeitamento, o que prolifera em quantidade a presença das formações discursivas. 
Para ler o texto de Vinicius Siqueira clique aqui

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP