quinta-feira, 19 de setembro de 2019

"As tuas mãos" - Encandescente

Resultado de imagem para mãos acariciam o corpo nu


As tuas mãos

Como podem tuas mãos ser em mim fogo e água
E atearem labaredas e correrem como um rio
E matarem minha sede e serem fogo e arrepio
E serem chama e calor
E serem úmidas brasas
E serem sólidos os teus dedos
E em mim nascerem asas
E voar nas tuas mãos
Fogo, água e arrepio
Tremer ardendo de paixão
E desfazer-me em gotas de água
Entre os teus dedos
Nas tuas mãos
Minha prisão e minhas asas. 

Encandescente

''A gente tem que ser capaz de passar do protesto à resistência de fato''

(Reprodução/Blog da Boitempo)

Descrente dos episódios de massa que têm marcado o enfrentamento da população brasileira contra o bolsonarismo, o cientista político Luis Felipe Miguel (UNB) chama a que a população pare as máquinas.
Para ler sua entrevista clique aqui 

Leia "A militância bolsonarista em ação: "Se Olavo disse, ele tem razão" de Henry Bugalho clicando aqui

Leia "Há um movimento de militares que já percebeu que Bolsonaro não será o que esperavam" de Patricia-Fachin e Wagner Fernandes de Azevedo clicando aqui

Leia "Bolsonaro interrompe o processo da transição democrática, diz Secretário do Maranhão"  clicando aqui

Leia "Enfim, farsa da Previdência comprovada" de Pedro Paulo Zahluth BastosRicardo KnudsenAndré Luiz Passos Santos e Henrique Sá Earp clicando aqui

Leia "O processo de desindustrialização do Brasil" de Antonio Manoel Mendonça de Araújo clicando aqui

Leia "Paulo Guedes pego na mentira" de Paulo Kliass clicando aqui

Leia "Para pensar sobre o futuro, depois do senhor Guedes e seu capitão" de  José Luís Fiori clicando aqui

Leia ""O Brazil está matando o Brasil": interesses corporativos por trás da destruição da Amazônia" de Isabella Lamas clicando aqui

Leia ""Estamos diante de um Estado de exceção ambiental", diz ecologista" clicando aqui

Leia "O que faz um processo de desmatamento da Amazônia demorar 28 anos para ter uma sentença" de Leandro Machado clicando aqui

Leia "Indígenas denunciam manobra de Itamaraty para esvaziar seus direitos na ONU" de Jamil Chade clicando aqui

Leia "Marielle Vive! contra a lógica do condomínio" de Viridiana Zurita clicando aqui

Leia "Damares Alves, a ministra evangélica que promove amnésia social" de Magali Cunha clicando aqui

Leia "'Denunciei o racismo e fui exonerada': jornalista recebeu e-mail 'lugar de negra é limpando o chão'" de Etiene Martins clicando aqui

Leia "CFM põe The Handmaid's Tale em prática ao determinar que um feto está acima de uma mulher" de Bruna de Lara clicando aqui

Leia "O que são os "Laboratórios do Comum"" de Henrique Parra clicando aqui

Leia "Como garantir o acesso das mulheres à Política" de Laura Astrolabio clicando aqui

Leia "Quem foi Mariguella e por que ele incomoda tanto o clã Bolsonaro" de Alexandre Putti clicando aqui

Leia "A importância - nem sempre óbvia - da ciência produzida nas universidades públicas" de Herton Escobar clicando aqui

Leia "Dois caminhos para as Novas Ciências" de Ricardo Neder clicando aqui

Leia "Atacado pelo governo Bolsonaro, Paulo Freire é celebrado na Suíça" clicando aqui

Leia "Boitempo libera curso completo sobre desmilitarização no YouTube" de  Luiz Eduardo Soares clicando aqui


Leia "Elas não se deixaram vencer" de Carlos Alberto Mattos clicando aqui

Leia "Necropolítica Bacurau" de Gabriel Miranda clicando aqui

Leia "Bacurau: um manifesto revolucionário" de Mariana Bicalho e Rafael Leal clicando aqui

As explosões que abalaram a Arábia Saudita

Operários contêm explosão em campos de petróleo no Kuwait, após a guerra de 1991. Agora, os EUA gostariam de agir contra o Irã – mas perderam tanto as condições morais quanto o poder bélico

As maiores instalações de petróleo do mundo estão em chamas e os EUA têm as mãos amarradas. Como os rebeldes do Iêmen, massacrados há anos, vingaram-se e sacudiram o xadrez político de uma das regiões mais explosivas do planeta. 
Para ler o texto completo de Pepe Escobar clique aqui

Leia "Ataques à Arábia Saudita: por que os EUA guardam milhões de barris de petróleo debaixo da terra" clicando aqui

Leia "Trump e Bolsonaro: em busca dos porquês" de João Pedro Moraleida clicando aqui

Leia "Por que Maduro não cai?" de Gilberto Maringoni clicando aqui

Leia "O fim da "Venezuela saudita" e a resistência bolivariana" de Gilberto Maringoni clicando aqui

Leia "Quando os ditadores despencaram da parede" de Rafael Molina Vita clicando aqui

Leia "'Coincidências'" chilenas" de Victor Farinelli clicando aqui

Leia "Como a Estônia concretizou o passe livre" de Alvaro Bianchi clicando aqui

Leia "As energias renováveis avançam, mas aquém das metas sociais e climáticas" de José Eustáquio Diniz clicando aqui

Leia "O Ser Humano na Era da Técnica" de Umberto Galimberti clicando aqui

"Agô" - Héloa

Resultado de imagem para Agô - Clipe Oficial (Feat: Sabuká Kariri-Xocó)

Héloa terá caminho longo na música. A sua força está nessa junção afro-indígena, vinda de um rincão do país onde o “rio-mar” (como os índios designam o Velho Chico: Rio São Francisco) pode sim virar sertão, se não cuidarmos dele. Ritmos ancestrais ela conhece de sobra. No disco Opará do qual faz parte a música “Ago, eles se unem a sons contemporâneos. Trata-se de um registro audacioso.
Para assistir à interpretação de Ago na voz de Héloa clique no vídeo aqui


A educação dos ciberproletários


Após anos de magistério, professor relata impasse do ensino contemporâneo. Formação submete-se à tecnologia, e não o contrário. Surge um exército de precarizados incapazes de lidar com a vida adulta e ir além de slogans políticos vazios. 
Para ler o texto completo de Berna Gozález Harbour clique aqui

Deepfake. Como a informação falsa mina a verdade e ameaça a democracia


Rana Ayyub é uma jornalista na Índia cujo trabalho expôs a corrupção do governo e violações de direitos humanos. Ao longo dos anos, ela se acostumou com criticismo severo e controvérsia em torno de seu trabalho. Mas nada disso poderia tê-la preparado para o que enfrentou em abril de 2018.
Ela estava num café com um amigo quando viu pela primeira vez um vídeo de dois minutos e vinte segundos onde ela aparecia num ato sexual. Não acreditou no que estava vendo. Ela nunca fez um vídeo de sexo. Mas, infelizmente, milhares de pessoas acreditaram que era ela. 
Para ler o texto completo de Danielle Citron clique aqui

O complô dos Estados Unidos para derrubar o Papa Francisco

(Reuters)

Jornalista francês denuncia o círculo de interessados em uma conspiração no Vaticano, composto pelo setor de mega milionários ultraconservadores, que usa sua influência e poder econômico para assediar o sumo pontífice. 

Para ler o texto completo de Eduardo Febbro clique aqui

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP