domingo, 16 de fevereiro de 2020

"Sal e mel" - Marlene Caminhoto Nassa

Resultado de imagem para Sal e mel Marlene Caminhoto Nassa


Sal e mel

A delícia de dialogar com um poeta
É que só ele consegue explorar uma gruta
Esculpindo poemas de forma tão quieta
Mas criando arte até da palavra bruta
Enquanto escreve uma poesia louca
Exploda, pois, estrofes de suas águas represadas
E inunda de mel e de seu sal a minha boca!

Marlene Caminhoto Nassa

O fiasco da CPMI Fake News revela o método do bolsonarismo para interditar o debate

hans-txt-1581651920

A vida pública brasileira tem se acostumado com os episódios de baixo nível moral protagonizados pelo bolsonarismo. Mas o que aconteceu na última terça-feira, 11 de fevereiro, na CPMI Fake News atingiu o fundo do poço da imoralidade.
Com base em reportagem da Folha que denunciou um esquema ilegal de disparo de mensagens em massa no WhatsApp em favor da campanha de Bolsonaro, um funcionário da empresa de marketing digital envolvida no caso foi convocado pela oposição para depor na CPI. O que se viu foi um homem claramente intencionado a fazer o jogo bolsonarista e interditar o debate sobre o esquema ilegal que ajudou a eleger o presidente. Hans River do Nascimento passou a descredibilizar a reportagem dizendo que sua autora, a jornalista Patrícia de Campos Mello, se insinuou sexualmente a fim de conseguir informações. O que se viu na sequência foi uma ação coordenada com o objetivo de jogar areia nos olhos do público e desviar o foco do crime investigado. O episódio é um excelente case do que é o bolsonarismo no poder. 
Para ler o texto de João Filho clique aqui

Leia "Com dificuldade para atrair médicos, Governo Bolsonaro prepara a readmissão de cubanos" de Beatriz Jucá clicando aqui

Leia "Xadrez das suspeitas do doleiro que encantava procuradores, por Luis Nassif" clicando aqui

Leia ""A gente vive uma ditadura em plena democracia", diz o senador Fabiano Contarato" clicando aqui

Leia "As perguntas que o metrô de São Paulo não respondeu antes de vender seu rosto por r$ 58 milhões" de Tatiana Dias clicando aqui

Leia "Roberto Romano: Reinvenção do espaço público e político: o individualismo atual e a possibilidade de uma democracia" clicando aqui

Mais contagioso é o medo


O bombardeio de imagens de pessoas com máscaras, cobertas até por plástico, desencadeia temores. O pavor se espalha ainda mais quando as notícias que circulam são falsas ou alarmistas. 
Para ler o texto de Srecko Horvat clique aqui



Uma tribo Ju/'hoansi simula seu estilo de vida para turistas no museu vivo de Grashoek, na Namíbia.

Todas as faces da criatividade 

O fato de uma comunidade ter indivíduos criativos em seu seio não serve apenas ao propósito destes, mas também à própria sociedade. É um seguro de vida e de futuro para toda a humanidade. 
Para ler o texto de Jesús Alcoba clique aqui


HAUSER - "Pas de Deux" (The Nutcracker)

Resultado de imagem para HAUSER - Pas de Deux (The Nutcracker)

Para assistir à interpretação de "Pas de Deux" por Hauser clique no vídeo aqui

Guia de habilidades sociais para adultos


Se houver de onde tirar, não perca a esperança. Aqui estão as ferramentas para melhorar em casa, no trabalho e até no bar. 

Para ler o texto de Miguel Ángel Bargueño clique aqui

Usam palavra de Deus para manter a mulher submissa, diz pastora feminista

Pastora Odja Barros - Carlos Madeiro/UOL

O discurso de que a palavra de Deus coloca a mulher em posição de submissão ao homem sempre incomodou a pastora Odja Barros. "Argumentar dizendo 'É bíblico' é terrível. Impede o diálogo, é simplesmente para fechar uma postura conservadora e encerrar a conversa. Eu discuto, hoje, como especialista", diz a pastora da Igreja Batista do Pinheiro, em Maceió. Agora doutora em Teologia, ela concluiu sua tese estudando o feminismo sob a ótica cristã e afirma: existe um uso indevido do cristianismo para manter a mulher em papel de submissão. "Usam e abusam da palavra, dizendo que é de Deus, para tentar colocar de novo as mulheres em lugar de submissão e de inferioridade", afirma. 
Para ler sua entrevista clique aqui

Os vencedores do concurso de fotografia Nikon de 2019

Montanhas esperam um futuro melhor por Milad Safabakhsh

Os prêmios de fotografia da Nikon são uma tradição de longa data, iniciada pela corporação em 1969. Seu objetivo é "proporcionar uma oportunidade para fotógrafos de todo o mundo se comunicarem e enriquecer a cultura de criação de imagens", de acordo com o site oficial. Olhando para os vencedores de 2019, parece que essa aspiração foi totalmente alcançada. Dê uma olhada nessas imagens fascinantes que revelam momentos humanos de todo o mundo.

1. Grande Prêmio - Ayimpoka de Sara De Antonio Feu

Ayimpoka por Sara De Antonio Feu

Fonte da imagem:  Sara De Antonio Feu / Nikon

Esta foto foi tirada durante a visita do 
fotógrafo a Bolgatanga, uma pequena cidade no Gana. 
Apresenta Ayiampoka, uma garota nascida com albinismo, 
associada a muitas superstições e reconceitos na área. 
A menina está sendo mantida e apoiada por outra 
garota, possivelmente sua irmã. 

2. Prêmio Escolha dos Participantes - Temporada de Colheita de Huaming Zhao

Estação da colheita por Huaming Zhao

Fonte da imagem:  Huaming Zhao / Nikon 
Esta foto captura a estação de colheita de bambu na China.

3. Prêmio Prata - As emoções de um avô por Ziheng Wang



As emoções de um avô por Ziheng Wang

Fonte da imagem:  Ziheng Wang / Nikon
Uma jovem noiva se despedindo de sua família no dia do casamento.


4. Prêmio Bronze - Caras Curiosas de Istvan Kerekes 
Curious Faces por Istvan Kerekes

Fonte da imagem:  Istvan Kerekes / Nikon
Migrantes sírios vistos através de uma janela de trem em uma zona 
de trânsito  na Hungria. 

5. Prêmio de Ouro - Alma e Alzheimer, de Jason Parnell-Brookes

Alma e Alzheimer por Jason Parnell-Brookes

Fonte da imagem:  Jason Parnell-Brookes / Nikon 
O fotógrafo capturou um momento na vida deste casal - Alma jantando 
enquanto seu marido Donald, que sofre de Alzheimer, fica ao fundo.

6. Prêmio Prata - Quero lhe contar uma história de Antonio

 Aiello

Quero contar uma história de Antonio Aiello

Fonte da imagem:  Antonio Aiello / Nikon 
Uma velha italiana segurando uma foto de sua primeira comunhão. 

7. Prêmio Prata - Estou cansado. por Eghosa Eguakun

Estou cansado.  por Eghosa Eguakun

Fonte da imagem:  Eghosa Eguakun / Nikon
Uma criança cansada no banco de trás de um carro.

8. Prêmio Bronze - Montanhas esperam um futuro melhor por 

Milad Safabakhsh

Montanhas esperam um futuro melhor por Milad Safabakhsh

Fonte da imagem:  Milad Safabakhsh / Nikon
Esta foto é parte de uma série sobre o tema das mulheres no Irã.

9. Prêmio Bronze - Gap de Geração de Manojit Mitra

Generation Gap por Manojit Mitra

Fonte da imagem:  Manojit Mitra / Nikon 
Um velho trabalhando duro em sua máquina de costura, enquanto seu 
neto tenta se concentrar em seus estudos nessas circunstâncias difíceis.

10. Prêmio Bronze - Chehel Minabri de Mohammad Hossein Madadi

Chehel Minabri por Mohammad Hossein Madadi

Uma mulher que participa de uma tradição chamada Chehel Minabri 
no  Irã, na qual as mulheres comemoram o aniversário de martírio do
imã  Hussein. 

11. Menção Especial - Tokyo Underground de Ayu Watanabe

Tokyo Underground por Ayu Watanabe

Fonte da imagem: Ayu Watanabe / Nikon 
Esta foto é parte de uma série que captura a maneira como as 
mulheres são percebidas pela sociedade e por elas mesmas na era das 
mídias sociais. 

12. Prêmio Bronze - luto por Shahryar Hosein Beygi

Luto por Shahryar Hosein Beygi

Fonte da imagem:  Shahryar Hosein Beygi / Nikon 
Esta foto é parte de uma série de capturas de um ritual ocorrido no Irã,
no qual as pessoas lamentam a morte de um líder religioso que foi 
morto há 1300 anos. 

13. Menção Especial - After Hurricane IRMA by Valentina 

Fomina

Depois do furacão IRMA por Valentina Fomina

Fonte da imagem: Valentina Fomina / Nikon
Esta foto é parte de uma série que captura as ruas de Havana após o furacão IRMA.

  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP