sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

David Graeber narra o declínio da Ciência Econômica


Ela mantém-se aferrada aos dogmas — enquanto os problemas centrais ligados à produção e distribuição de riquezas mudaram. Contudo, tornou-se mais influente, ao se converter em ideologia a favor do 1%. Que fazer: salvá-la ou destruí-la? 
Para ler o texto explosivo de David Graeber clique aqui

Leia "Walter Benjamin e a pós-verdade" de Marco Schneider e Ricardo M. Pimenta clicando aqui

Leia "O que é a Internet das Coisas e como isso irá mudar o cotidiano das pessoas" clicando aqui

Leia "Frente a novos problemas, inventar novas respostas demanda tempo e erros, diz Christian Laval" clicando aqui

Leia "Protecionismo de Trump e desconfiança de líderes globais desafiam economia mundial" de Ivette Fernández Sosa clicando aqui

Leia "Insurgências e reações na América Latina" de Jonnefer Francisco Barbosa clicando aqui

Leia "O Haiti à beira do abismo" clicando aqui

Leia "O protesto dos jovens que muda o mundo" de Massimo Ammaniti clicando aqui

Leia "Milhares de pessoas adotam em Madri o grito de Greta Thunberg diante da crise climática" de Manuel Planelles, Miguel Ángel Medina e Noor Mahtani clicando aqui

Leia "Menos horas de trabalho assalariado para evitar o colapso climático" de Laura Cruz clicando aqui

Leia "Alterações climáticas: as melhores imagens da Reuters são as piores para o ser humano" clicando aqui

5 artistas de rua revelam seus talentos ao vivo nas ruas de Londres

Resultado de imagem para 5 AMAZING Street Performers singing stunning covers and great original music

Eis a sequência das 5 apresentações:

1) 00:05 - Canon in D Major (Pachelbel) - Cam Nicholson (as No Permit)
2) 03:09 - Driving Fast (Morf) - Morf
3) 09:46 - Lego House (Ed Sheeran) - Harry Marshall
4) 13:02 - Emmylou (Vance Joy) - Murdo Mitchell
5) 18:02 - Let Her Go (Passenger) - Sasha Broad-Kolff

Para assisti-las clique no vídeo aqui

A ciência é um dos direitos humanos

Em seu 70º aniversário, a UNESCO para a América Latina e o Caribe realizou um evento dedicado à ciência, no qual participaram pesquisadores e comunicadores científicos.
Em seu 70º aniversário, a UNESCO para a América Latina e o Caribe realizou um evento dedicado à ciência, no qual participaram pesquisadores e comunicadores científicos

Muito foi dito sobre a ciência: que é o motor das sociedades, que facilita a vida da população, que é essencial para entender o mundo ao nosso redor. Mas com muito menos frequência, algo foi dito que tem a ver com todo o resto: que toda pessoa tem um "direito à ciência".
Este conceito não é apenas uma frase atraente, é também um dos 30 direitos humanos registrados na Declaração Universal aprovada há 71 anos (1948) por 58 Estados membros das Nações Unidas.
Para ler o texto de Daniela Hirschfeld clique aqui

"Homens precisam aprender a se desculpar", diz ativista americana Eve Ensler

Eve Ensler acredita que só punir abusadores não é o suficiente - Stacie McChesney / TED

A dramaturga, ativista e feminista americana Eve Ensler passou as últimas duas décadas viajando o mundo e denunciando homens por abusos sexuais e violência contra mulheres. Recentemente, percebeu que é preciso fazer algo ainda mais difícil: descobrir um jeito de trazê-los para perto. 
Para ler o texto de Fernanda Ezabella clique aqui

Os melhores filmes de 2019 segundo Richard Brody

Resultado de imagem para irlandês filme

É o ano do cinema apocalíptico da mais alta ordem, o ano em que três de nossos melhores cineastas responderam com vasta ambição, invenção e inspiração às crises em questão, incluindo as ameaças à democracia americana de um aspirante a tirano, as ameaças catastróficas decorrentes do aquecimento global, da crueldade corrosiva dos ódios étnicos e dos preconceitos nacionalistas, e da excessiva concentração venenosa de dinheiro e poder. A enorme enormidade da época contribuiu para uma sensação de fúria existencial - de um desafio à vida moderna como um todo - nos melhores filmes do ano. 
Para ler o texto de Richard Brody clique aqui


(Reprodução)

Eduardo Coutinho à borda do pândego e do trágico

Segundo o mestre do 'cinema de conversa' e das entrevistas dos seus documentários, algumas das razões para escutar os outros são respeito, cortesia e curiosidade. 
Para ler o texto de Lea Maria Aarão Reis clique aqui



Resultado de imagem para coringa filme
Resultado de imagem para parasita filme

Há cidades do interior do Brasil que ainda têm um cinema na rua. Vivo em uma delas. Não que esse cinema nunca tenha virado igreja evangélica; virou, há quase vinte anos. Mas desvirou depois de um tempo, numa decisão política incomum. Nos últimos dois meses, fui a esse cinema três vezes, para três lançamentos de grande bilheteria: um filme brasileiro, Bacurau; um blockbuster norte-americano, Coringa, e uma produção sul coreana, Parasita. A sequência teve impacto mais forte do que cada experiência, por uma razão surpreendente: os três filmes, que vêm de contextos tão díspares, têm exatamente o mesmo argumento. 
Para ler o texto de Gabriel Feltran clique aqui



Timothee Chalamet, Elle Fanning e Woody Allen durante as gravações de "Um dia de chuva em Nova York". Foto Divulgação

Um dia de revelação em Nova York 

No novo filme de Woody Allen, os segredos nem tão íntimos de uma apaixonante cidade. 

Para ler o texto de Carla Rodrigues clique aqui


imagem do filme

O Irlandês: De Goodfellas a Oldfellas e do cinema para a televisão 

O Irlandês será o filme obrigatório nas listas dos melhores do ano, dos Óscares, mesmo que a esmagadora maioria não o veja no cinema e até supere este estranho feitiço do tempo. 
Para ler o texto de Paulo Portugal clique aqui




quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

"Só quem sofreu durante muito tempo..." - Casimiro de Brito

Resultado de imagem para Só quem sofreu durante muito tempo poderá escrever um poema de amor
Resultado de imagem para escrevendo um poema de amor


Só quem sofreu durante muito tempo
poderá escrever um poema de amor.
Chega o dia em que o som do vento
e a febre das folhas que vão caindo
já não trazem desgraça, apenas o sussurro,
a perdição amável de quem vive
a sombra e o Verão. Assim viajo
até ao voo derradeiro
para dentro da pedra — um ovo!
E voar de novo, “à barca, à barca (…) oh, que maré
tão de prata!” — e cantar de novo,
de pedra em pedra, de ovo em ovo.
Faça-se então
o ofício da dor. Talvez me seja dado
um poema de amor.


Casimiro de Brito

ELIANE BRUM: Belo Monte, a obra que une os polos políticos

A barragem, chamada de Belo Monstro pelas famílias expulsas de suas casas, terras e ilhas, hoje se impõe na paisagem cortando o Xingu.

Duas vezes inaugurada, a primeira por Dilma Rousseff (PT), a segunda por Jair Bolsonaro (PSL), a polêmica usina denuncia o drama da democracia brasileira. 
Para ler o texto de Eliane Brum clique aqui

Leia "O avanço da cana-de-açúcar na Amazônia representa uma ameaça à estabilidade da biodiversidade e do clima" Entrevista com Marcos Buckeridge clicando aqui

Leia "A ditadura do sr. Guedes" de Vladimir Safatle clicando aqui

Leia "A espiral bizarra que dá a Bolsonaro o controle da agenda pública" de Felipe Betim clicando aqui

Leia "A Polícia Militar tem que acabar?" de Leonel Radde clicando aqui

Leia "Organizações se unem para alertar sobre ameaças a liberdades fundamentais da sociedade brasileira" clicando aqui

Leia "Casamentos homoafetivos saltam mais de 60% em 2018, diz IBGE" de Andréa Martinelli clicando aqui

Leia "Ao menos 30 alunas acusam professores do Instituto Federal do Amazonas de assédio sexual" de Nayara Felizardo clicando aqui




  © Blogger template 'Solitude' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP